A meu ver!

Não sei se será possível a gente escolher as próprias verdades, elas mudam tanto. Não só por isso, nossas verdades quase nunca são iguais às dos outros e é isso que gera o que chamamos de solidão, desencontro, incomunicabilidade. Talvez a maneira como me debato seja natural, e até positiva. É possível que eu parta daí para um conhecimento maior de mim mesma. Então estarei livre. Acho que meu mal sou eu mesma e esses círculos concêntricos envolvendo o centro do que devo ser. Mas só poderei me aproximar dos outros depois que começar a desvendar a mim mesma. Antes de estender os braços, preciso saber o que há dentro desses braços, porque não quero dar somente o vazio. Também não quero me buscar nos outros, me amoldar ao que eles pensam e no fim não saber distinguir o pensar deles do meu.

By.: Juliana Sampaio

O tempo

"A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo:
'Não deixe de fazer algo que gosta, devido à falta de tempo, pois a única falta que terá será desse tempo que, infelizmente, não voltará mais.'"

Mário Quintana

Coisa de solidão..

"A solidão é a sorte de todos os espíritos excepcionais."  
"Há momentos infelizes em que a solidão e o silêncio se tornam meios de liberdade."

"É a solidão que inspira os poetas, cria os artistas e anima o génio." 
Henri Lacordaire
"Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeira companhia." 
Nietzsche
"Minha força está na solidão.

      Quem disse que estar só é ruim? 
      Quem falou que solidão maltrata tanto assim? 
      Tem horas que a minha companhia me basta e que a ausência de quem não acrescenta me falta...

      "Minha caixinha de lembranças "


      Tenho uma caixa embaixo da cama. Uma caixa daquelas em que se guardam lembranças. Será que todo mundo tem uma caixa dessas? Penso que guardo essas lembranças, pedacinhos de momentos, por ter pouca memória dos acontecimentos da minha vida. Talvez porque aconteçam coisas de mais ou sempre estejam acontecendo coisas marcantes, isso deve causar sobrecarga, pois elas simplesmente fogem da minha cabeça.
      Tenho memória de cenas detalhadas dos três aos sete anos, parece até brincadeira. Mas depois disso só lembro de flashes e das luzes. Não sei agora se devo me preocupar com a memória que não tenho, com o espaço que terei de reservar para guardar essas lembranças daqui a alguns anos, ou com a minha renite, por que coisa pra acumular poeira é caixa de lembranças.
      Gosto de recordar! Choro ao ver meus erros e mais ainda os acertos, coração dói de saudade a cada papel que tido da caixa, a cada pedrinha ou tampa de refrigerante. Em minhas agendas uma pessoa diferente, mais adulta, fria e/ou realista a cada ano. Textos mais coerentes, amores mais inventados, bobeiras de amores antigos.
      Recordar não é viver, mas bem que ajuda a querer seguir, pra que tudo o que passou não tenha sido vão. Por que cada beijo me fez descobrir qual o que mais gosto, por que cada amor deixou em mim mais vontade de amar, por que cada erro me mostrou que acertar da mais satisfação.
      A minha caixinha de lembranças continua embaixo da cama, imóvel e imparcial aos acontecimentos. Fazendo o papel de parte de minha memória. Aquela parte que não temos que perceber o tempo todo, aquela que só precisamos buscar nos dias melancólicos em que buscamos forças pra continuar, para pensar “eu não vou desistir agora”.

      O bom da vida


      O bom da vida é ter histórias pra contar!
      Melhor ainda é ter alguém pra te amar
      E quando os dois vem ao mesmo tempo?
      É quase inpossivel acreditar
      Eu que escolhi a liberdade a amar
      Agora sinto sem nenhuma dor,
      A liberdade do amor...
      “Eu te amo porque te amo” já dizia Drumot
      E se o amor não tem razões
      Pra que então buscar razões para amar?
      Sair de casa sem destino ou com destino certo
      Do teu lado vale a pena.
      Porque nada é igual nem constante
      Porque daqui pra frente não é mais antes!
      Entre beijos e beijos
      Algumas tapas são esquecidas
      Entre loucura e desejo
      Entre a pureza e a libido
      Descobri a verdadeira liberdade
      Aquela que não tem idade
      Andar de mãos dadas nos da mais opção
      Entre a vida e o sentido
      O sentido da vida muda a direção




      Você me faz amar...
       
      Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
      Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
      Wordpress Theme by EZwpthemes
      Blogger Templates